Não basta apenas falar “tudo posso naquele que me fortalece”

Quando o apóstolo Paulo diz "tudo" ele não exclui nada.

Quando nós aprendemos a viver esperando por um milagre, nossa vida entra no roteiro do “tudo posso naquele que me fortalece”, declarado por Paulo para as mais diversas situações em sua vida, mas que, ao lermos, pensamos ser apenas para alguns casos ou uma saudação de triunfo. Você já parou para pensar nisso? Só que, quando o apóstolo diz “tudo” ele não exclui nada. E aqui quero falar das coisas impossíveis aos homens, mas possíveis a Deus.

Existem situações que nos apavoram e outras que chegam no estágio pior: ‘não tem mais saída’. Para os que creem em Deus ela vira: ‘só um milagre!’ No entanto, precisamos acreditar que milagres existem e são exatamente para esses momentos e casos. Não precisamos de milagre para aquilo que é de fácil solução, para situações que nós mesmos poderemos resolver naturalmente.

O milagre só acontece quando há a necessidade da intervenção divina. Por isso ele é tão lindo. E é também, por isso, que muitos não creem nele. Muitas pessoas só confiam em Deus quando elas próprias têm o controle da situação. Mesmo conhecendo a Bíblia, mesmo se declarando cristão, mesmo indo à igreja, mesmo orando… Quando chega a hora de vivenciar um milagre, cadê a fé?

Já ouviu aquela frase: “Agora só Deus pra dar jeito”? É o que muita gente fala quando está mesmo é querendo dizer: ‘acabou’. Mas quero lembrar que é nesse ponto que Deus entra. Não que Ele chega, pois Ele está junto desde o início. Entende?

É claro que humanamente tendemos a desconsiderar viver um milagre. Quantas pessoas na Bíblia demonstraram que mesmo andando com Jesus e testemunhando milagres não consideraram isso. O exemplo clássico da incredulidade é Tomé. Mas isso não foi exclusividade daquele discípulo (sim, ele seguia o Mestre). Aliás, foi para ele que Jesus disse: “…bem-aventurados os que não viram e creram” (João 20:29).

Vivemos um momento de pandemia onde o nível da nossa fé tem sido exposto. Uns pensavam que tinha muita e viram que não; outros achavam que tinha pouca, e se surpreenderam com o contrário. Mas a questão aqui são os primeiros: quantos deles, diante das incertezas – dessa doença, da economia, do futuro –, deixaram de crer que suas vidas estão nas mãos de Deus, Assim, permitiram que o pânico (não o medo, porque ele é normal, especialmente em situações que não conhecemos o desfecho) tomasse conta de suas mentes e corações… Mas é exatamente nesses casos e em momentos como o que estamos vivendo – sadio ou doente, tendo provisão ou não, precisando de emprego ou estando empregado – que precisamos declarar: “Eu tudo posso naquele que me fortalece” (Filipenses 4:13). Esse era o contexto que Paulo estava falando.

No entanto, não basta apenas falar “tudo posso naquele que me fortalece”, como ouvimos a torto e a direito, é preciso vestir-se dessa verdade. Vou repetir: “verdade”. Essa palavra precisa estar em nós em todos os momentos: nos bons e nos ruins.

Então, quero te incentivar a dizê-la e a vivê-la, como filho e filha de um Deus presente em todas as fases da nossa vida, e também nessa pandemia.

Que o amor Dele te cubra. Que a palavra Dele te vista!

O Pai ama você.

Por Darci Lourenção, psicóloga, pastora, coach, escritora e conferencista. Foi Deã e Professora de Aconselhamento Cristão. Autora dos livros “Na intimidade há cura”, “A equação do amor” e “Viva sem compulsão”.